19 de ago de 2008

Fazendo escolhas em questões delicadas

Todos nós fazemos centenas de escolhas todos os dias. A maioria delas não está relacionada ao conceito de certo ou errado, mas sempre enfrentamos decisões que pesam um pouco mais. Não queremos errar nem queremos levar os outros a errar também, então como poderemos tomar tais decisões.
Para tomarmos decisões sábias em situações delicadas precisamos da ajuda do Altíssimo, que enviou o Espírito Santo para que a palavra de Deus fosse avivada dentro de nosso espírito.
Se eu escolher um determinado curso de ação:

1 - ...este me ajudará em meu testemunho a respeito de Cristo? (1Co. 9:19-22)

2 - ...serei motivado por um desejo de ajudar outros a conhecer Cristo, ou serei motivo de escândalo? (1Co. 9:23; 10:33)
1Co 9:23 Ora, tudo faço por causa do evangelho, para dele tornar-me co-participante.

3 - ...este me ajudará a fazer o melhor possível? (1Co. 9:25)

4 - ...será que alguma ordem específica das Escrituras será infringida e, deste modo, serei levado a pecar? (1Co. 10:12)
1Co 10:12 Aquele, pois, que pensa estar em pé, olhe não caia.

5 - ...será que este é o melhor e mais benéfico curso de ação? (1Co. 10:23-33)

6 - ...será que estou pensando somente em mim, ou me importo verdadeiramente com as outras pessoas? (1Co. 10:24 e Fp. 2:4)
Fp 2:4 não olhe cada um somente para o que é seu, mas cada qual também para o que é dos outros.

7 – ...será que estou agindo de forma amorosa ou egoísta? (1Co. 10:28-31)

8 - ...será que este curso de ação glorifica a Deus? (1Co. 10:31)
1Co 10:31 Portanto, quer comais quer bebais, ou façais, qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus.

9 - ...será que este levará alguém a pecar? (1Co. 10:32)
1Co 10:32 Não vos torneis causa de tropeço nem a judeus, nem a gregos, nem a igreja de Deus;

Ao lermos 1Coríntios 10 percebemos que Paulo adverte os coríntios, um povo cheio de depravação moral e pressões que induziam ao pecado, muito parecido com os dias atuais, fazendo-os lembrar das lições que os israelitas aprenderam a respeito de Deus e advertindo-os a respeito das tentações. Paulo disse:
1) As tentações sobrevêm a todos - então não pense que você é diferente.
2) Outros têm resistido à tentação - então você também pode resistir.
3) Qualquer tentação pode ser resistida porque Deus sempre mostra uma saída - Deus o ajudará a resistir à tentação, ajudando-o.
a. A reconhecer as pessoas e as situações que lhe causam problemas.
b. A fugir de qualquer coisa que você saiba ser errada.
c. A escolher fazer somente o que é certo.
d. A orar pedindo a ajuda de Deus.
e. A procurar amigos que amem a presença Deus e que possam oferecer ajuda quando você for tentado.

Afastar-se de uma situação tentadora é o primeiro passo a caminho da vitória
2Ti 2:22 Foge também das paixões da mocidade, e segue a justiça, a fé, o amor, a paz com os que, de coração puro, invocam o Senhor.
Amados é tempo de santificação e sacrifício para vivermos retos, íntegros e puros de coração perante a magnificência do Senhor, tornando-nos cada vez mais semelhante a Jesus. Não falo sobre aspectos superficiais, pois a superfície é sujeita ao tempo, assim como as coisas materiais passam, não resistindo às traças e a ferrugem. Mas falo sobre caráter, sobre algo profundo, que permanece eternamente e que realmente atrai a atenção do Senhor, pois Ele anseia por tornar o nosso caráter semelhante ao d’Ele. O Senhor deseja que as 7 colunas de seu caráter sejam impressas em nós:
i. Verdade
ii. Santidade
iii. Bondade
iv. Justiça
v. Fidelidade
vi. Serviço
vii. Retidão (integridade)

2Co 3:18 Mas todos nós, com rosto descoberto, refletindo como um espelho a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor.
Amados, apresentemo-nos ao Senhor livres de todo o véu, de todas as mascarás, de todo o pecado, quebrantados de coração e apaixonados pelo Senhor, para que a cada dia mais Ele possa crescer em nós e diminuamos cada vez mais, pois o crescimento com Deus é para baixo, cada vez mais Ele e menos você.
Fiquem na paz do Senhor.
Zanata

Nenhum comentário:

 
Site Meter