10 de dez de 2008

"Há alguns anos atrás, cheguei à conclusão de que não poderiamos encarar o avivamento que ora experimentamos sem grande seriedade. Tendo estudado a história da igreja, eu aprendera que UM AVIVAMENTO NÃO SOMENTE É INICIADO PELA ORAÇÃO, MAS TAMBÉM É MANTIDO PELA CONSTÂNCIA NELA. Nos aviamentos que os crentes ocidentais experimentaram, depois de alguns anos, as pessoas começaram a encarar aquela benção como uma coisa normal, corriqueira. O que acontece é que se esquecem do próprio fator que deu origem ao avivamento, a oração. ASSIM QUE INTERROMPEM A ORAÇÃO ARDOROSA E CONTÍNUA, O DESPERTAMENTO PERDE SEU ÍMPETO, E SÓ RESTA O IMPULSO DO PASSADO." (Oração, a chave do avivamento - Paul Y. Cho)

Avivamento = despertar, avivar, realçar, reanimar, tornar mais vivo.

"... sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor..." (Rm 12:11)

O avivamento pode tocar seu pai, seus irmãos, sua célula, sua igreja, sua cidade, sua nação..., mas primeiro precisa tocar VOCÊ!
Eu diria que o avivamento é como uma chuva. Se essa chuva for concentrada em um ponto só molhará pouca terra, mas se essa chuva for espalhada podera molhar um pais inteiro.
Somos as gotas nessa chuva, pedações desse avivamento, agentes de avivamento, que juntos molharemos todos os lugares onde passarmos com a água viva de Deus que flui de nosso interior.
Aleluiasssssssssssssss
Paz e graça.
Seu servo e ministro em Cristo, chamado,
Felipe Augusto Zanata
1Co4:1

Nenhum comentário:

 
Site Meter